Intervenções da Câmara nas freguesias de Belém, Ajuda e Alcântara

Reunião descentralizada do município

Câmara quer tirar autocarros de turistas das portas dos Jerónimos antes do Verão

Podem deixar e recolher turistas, mas os autocarros turísticos vão deixar de poder permanecer estacionados em frente ao Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa. A câmara da capital quer, “ainda antes do Verão”, que o estacionamento destes autocarros seja colocado fora daquela zona. Melhorar a circulação e reduzir a pressão turística nesta área de Belém são os objectivos da medida, anunciada esta quarta-feira pelo vereador do Urbanismo, Manuel Salgado, durante a reunião descentralizada do município.

Perante os munícipes de Belém, Ajuda e Alcântara, o vereador referiu ainda que está nos planos futuros da autarquia intervir no Largo do Mosteiros, de forma a “tratar com outra dignidade esse espaço”, e na Rua de Belém, contígua, que termina no Jardim Afonso de Albuquerque. Estes projectos começaram a ser pensados e darão seguimento ao, em breve apresentado, projecto de intervenção na Praça do Império.

(…)

Podem deixar e recolher turistas, mas os autocarros turísticos vão deixar de poder permanecer estacionados em frente ao Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa. A câmara da capital quer, “ainda antes do Verão”, que o estacionamento destes autocarros seja colocado fora daquela zona. Melhorar a circulação e reduzir a pressão turística nesta área de Belém são os objectivos da medida, anunciada esta quarta-feira pelo vereador do Urbanismo, Manuel Salgado, durante a reunião descentralizada do município.

Perante os munícipes de Belém, Ajuda e Alcântara, o vereador referiu ainda que está nos planos futuros da autarquia intervir no Largo do Mosteiros, de forma a “tratar com outra dignidade esse espaço”, e na Rua de Belém, contígua, que termina no Jardim Afonso de Albuquerque. Estes projectos começaram a ser pensados e darão seguimento ao, em breve apresentado, projecto de intervenção na Praça do Império.

A mobilidade urbana, e as dificuldades associadas, foram o tema quente da reunião descentralizada desta quarta-feira. A Carris voltou à baila, levando o presidente da câmara, Fernando Medina, a concordar com as queixas dos munícipes relativas à quebra na qualidade do serviço de transporte nos últimos anos e a necessidade de reforço das carreiras de bairro, em particular na freguesia da Ajuda.

A falta de confiança dos utentes na empresa de transporte público, municipalizada há três meses, levou a autarquia a criar uma aplicação da Carris para tornar “credível” a informação sobre o serviço de transportes. Horários actualizados, informação sobre falhas e atrasos no serviço vão estar disponíveis na aplicação que está a ser preparada. Dados disponibilizados em “tempo real”, garantiu Fernando Medina, o que hoje não acontece.

Todos os munícipes da Ajuda que intervieram bateram na mesma tecla: há uma “carência evidente” na oferta de transportes na freguesia, em particular de noite, o que contribui para o isolamento, em especial da população idosa. Uma “questão que está muito sinalizada” pela Carris, garantiu Medina. Esta foi uma das várias questões de mobilidade que o autarca garantiu ser “uma das prioridades” da nova gestão. O autarca lembrou que está em andamento um levantamento das “prioridades para serem activadas” nas carreiras de bairro, de forma a reactivar as supressões dos últimos anos.

O problema, para os munícipes, não é novo. “A Ajuda tem problemas de transportes há muito tempo. A Ajuda nunca foi uma freguesia muita simpática para as administrações da Carris”, acusou Vítor Pereira, morador na zona e trabalhador da empresa de transportes há 35 anos.

O munícipe de 62 anos afirmou que gostava de ver o eléctrico a passar em frente ao Palácio da Ajuda, uma ideia que não teve a oposição de Fernando Medina. O autarca disse simpatizar com a ideia de integração do eléctrico como meio de crescimento da freguesia da Ajuda.

Na sequência, o presidente da câmara adiantou que o eléctrico “deve retomar o seu papel na cidade de Lisboa”. Sem se comprometer com promessas imediatas, remeteu a questão para o próximo programa de actividades da Carris, onde a ampliação da oferta do eléctrico estará contemplada, garantiu.

(…)

Fernando Medina recordou as obras que a autarquia planeia iniciar após 2017 na freguesia da Ajuda, inseridas no programa uma Praça para Cada Bairro: pedonalização e requalificação do Largo da Boa Hora e do Largo do Rio Seco. O projecto vai ser apresentado este mês.

Estas obras vão permitir reabilitar a zona onde será colocado o centro de saúde de freguesia, onde é hoje o posto de limpeza. Já o equipamento de saúde de Alcântara será instalado no centro de apoio da Carris, nesta freguesia.

Nota ainda para as obras nas Avenida Helen Keller, na Ajuda, a iniciar a obra em Julho, adiantou o vereador do Urbanismo.”

https://www.publico.pt/2017/05/04/local/noticia/antes-do-verao-camara-quer-tirar-autocarros-de-turistas-das-portas-dos-jeronimos-1770920

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *